Bem Vindo ao Meu Mundo Estranho... aqui você não vai encontrar nada que tenha que fazer sentido... pois esta é uma manifestação do meu consciente/inconsciente... id, ego e superego... das minhas alegrias, meus medos, incertezas, loucuras e travessuras... afinal... me disseram que a beleza esta no caos...

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Diário de Bordo - Não vá embora


Não vá embora
(Música e letra by Mila)

Não..
Não vá embora
Não abra a porta..
Antes de eu terminar

Não...
Acabe tudo
Me de uma chance
para me explicar

Magoei seu coração
Isso não tem... perdão
Se eu pensava te enganar...
Me enganei...

Quando acordei na escuridão
e do meu lado a solidão...
Entendi que seu amor
Explicava minha vida

Não...
Não tenha medo
Eu prometo não te
fazer chorar

Não...
Não tenha duvidas
Que o teu amor
Vai me fazer mudar

Magoei seu coração
Isso não tem... perdão
Se eu pensava te enganar...
Me enganei...

Quando acordei na escuridão
e do meu lado a solidão...
Entendi que seu amor
Explicava minha vida

6 comentários:

Delfim Peixoto disse...

Bonito... :)
jnhs

osrevni disse...

Lindos versos. Gostei muito do seu espaço. Voltarei!

Naeno disse...

TEM DIA

Tem dia que eu não ouço
Não digo
Não ligo
Nem faço raiva a ninguém
Mas também tem dia
Que eu mesmo tomo um sumiço
Que nem sei que diabo é isso
Que em teus braços me faz bem.

Tem dia que eu nada faço
Esqueço a dor e o cansaço
Desfaço um laço contigo
Mas depois corro perigo
Me abraço com teu feitiço
O meu maior inimigo
O mal que dorme contigo
O amor que me faz bem.

Tem dia em que me pego
Querendo que anoiteça
Que o sol descanse, escureça
Pr'eu esfriar a cabeça
E antes que eu me esqueça
Tem dia que quero isso
Tem dia que quero abrigo
Que sonho teu ombro amigo
Tem dia eu que sou ninguém.

Um beijo
Naeno

Flávia disse...

Mi... de tanto ter e perder, acabei acreditando que essas rupturas são ritos de passagem inevitáveis e necessários. A gente erra, acerta, perde, ganha, sofre, mas sobretudo, cresce. E como cresce...

E, já que nada se cria e tudo se transforma, o amor não se vai: adormece no nosso peito até que seja o dia de acordar para fazer ninho em outro coração que o mereça como inqulino.

Beijos!

Girassol disse...

Demorei a aprender, mas agora sei que quando um amor parte é apenas um sinal da vida de que uma nova chance de fecilidade nos aguarda!

Beijo Mila.

Carlinha disse...

Mila
adorei a música...
bjus