Bem Vindo ao Meu Mundo Estranho... aqui você não vai encontrar nada que tenha que fazer sentido... pois esta é uma manifestação do meu consciente/inconsciente... id, ego e superego... das minhas alegrias, meus medos, incertezas, loucuras e travessuras... afinal... me disseram que a beleza esta no caos...

sábado, 6 de outubro de 2007

Diário de Bordo - da série Tunel do Tempo Achados na Gaveta 5


A lágrima é o fragmento de uma saudade
Sou uma lágrima
a dor faz parte da saudade
Sou uma lágrima
Gostaria que me nota-se
pois sou uma lágrima
e ela diz em seu caminha
Te amo...

7 comentários:

Rafael Pipoca disse...

Perfeito Mila...
Muito bom!
Beijos...

PS: Já foi na Confraria dos Canalhas? Acho que ia gostar.

Nil Brito disse...

Covardia, né? Quem não vai querer te consolar com esse charminho todo?

Zorba, O Buda disse...

Nada mau mesmo. Se tens consci�ncia que �s assim � o que importa. As pessoas hoje em dia passam a vida a representar e s�o sempre maus actores. Continua de cora�o e mente abertos*

Fabio disse...

Quantos poemas e quantas coisas lindas que li e reli aqui nesse momento....tempo...tem me faltado para tudo, até para ler seu encantado BLOG!

Beijos

Cackau Loureiro disse...

As lagrimas nunca passam despercebidas...não mesmo!

Café novo!

Anne disse...

Ahhhh, mas que coisa mais fofinha isso, Milinha!!! Adorei, achei tão doce, tão suave...q meigo!!!!
Bjos e aproveita bem o fim do domingo pra depois fazer aquele relato do fim de semana, heim???
Bjokassssss

ki-colado disse...

Saudade, lágrimas, perdas, dizem não a constituição benigna do amor. Amor não combina com solidão ou desilusão.

Amar concorre para a vida, e vida em abundância. O amor compõe canções que a alma tem regozijo em ouvir.