Bem Vindo ao Meu Mundo Estranho... aqui você não vai encontrar nada que tenha que fazer sentido... pois esta é uma manifestação do meu consciente/inconsciente... id, ego e superego... das minhas alegrias, meus medos, incertezas, loucuras e travessuras... afinal... me disseram que a beleza esta no caos...

domingo, 1 de abril de 2007

Diário de Bordo - Águas de Março...

Hello!!!

Realmente as aguas de março fecharam o verão e fecharam março tb... hehehe...
Abril começou ensolarado e calorento... Primeiro de Abril.. dia da mentira...sera??? hehehe
Como não podia deixar de ser, fiz torta de limão... os limõezinhos é que não gostaram muito da ideia... hauhauahau
Acho que mais tarde vou ao cinema... tirar um pouco a cabeça do estranho mundo real e curtir um pouco a sétima arte... Assim começo a semana inspirada... semana regida pelo meu anjo preferido, São Miguel Arcanjo, que é a semana da Páscoa, que tras a reflexão sobre nossos atos, fé e redenção... Ai acaba o jejum da quaresma... e bora la... Dexo a cança Águas de Março, do grande maestro Tom Jobim e na voz da inesquecível pimentinha Elis...
Espero que todos tenham um domingo maravilhoso e cheio de luz!!!
Cambio Desligo
Águas De Março - Tom & Elis
Composição: Tom Jobim
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol
É peroba do campo, é o nó da madeira
Caingá, candeia, é o Matita Pereira
É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento ventando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira
É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto o desgosto, é um pouco sozinho
É um estrepe, é um prego, é uma conta, é um conto
É uma ponta, é um ponto, é um pingo pingando
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manhã, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É uma cobra, é um pau, é João, é José
É um espinho na mão, é um corte no pé
É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

4 comentários:

Carlinha disse...

amooo essa música....
ótimoooooooooo final de domingo...
bjus

Camilinha............. disse...

Nossaaaaaaaa!!!
Essa sua torta me deixou literalmente com agua na boca!!!
hahahahaha
Bjssss!!!
Camilinha.............

Juliana disse...

Adorei a foto com os limõezinhos rsrsrs

Carlinha disse...

Milaaaaaaa
a música é triste sim...
é de uma banda chamada "Hateen"
eu nem sei quem são... mas ouvi música algumas vezes e gostei..rs
ah se quiser marcar, é só marcar q vou com pé zuado ou não... heheh
senão só daqui 1 mês...rs
pois é essa semana num tem Overmila. Desse jeito eu vou ter é abistinência...
hahahaha
beijos