Bem Vindo ao Meu Mundo Estranho... aqui você não vai encontrar nada que tenha que fazer sentido... pois esta é uma manifestação do meu consciente/inconsciente... id, ego e superego... das minhas alegrias, meus medos, incertezas, loucuras e travessuras... afinal... me disseram que a beleza esta no caos...

quarta-feira, 5 de março de 2008

Contos - Limiar da Sombra - V

Via os primeiros raios de sol começarem a despontar no horizonte. Estava plena e era hora de ir embora. Não havia mais nada a fazer ali. Aquele lugar logo depois não passaria de uma vaga lembrança pra mim, ao contrário de minha presa, que dormia profundamente sobre os lençois. Os momentos de prazer custariam muito caro. Não se deve brincar assim com energias tão importantes. Fisicamente sentiria um esgotamento inexplicável. Demoraria dias para repor suas energias e voltar a se sentir vagamente bem novamente. Mas este, seria o menor dos seus problemas. Ele se lembraria para sempre daquela noite. Não lembraria meu rosto. Buscaria alucinadamente me encontrar novamente e reviver aquelas sensações... e nunca conseguiria... não se repetiam presas... porque elas passavam a não ter mais nada a oferecer. Um coração partido para sempre e uma incapacidade de realmente ser feliz. Este era o preço que iria pagar. Mas não era um problema meu. Minhas vítimas vinham até mim. Eram escolhidas pelo destino, se assim preferir. Não recaia sobre meus ombros o ônus de impor uma vida de sombras a ninguém.
Era hora de partir. O céu já era anil e a cidade começava a acordar. Precisava partir e desaparecer com qualquer vestígio de minha existência. Deixaria para trás sofrimento e desespero. E isso não tinha nada mais haver comigo. A grande vantagem da evolução era poder caminhar livremente sob a luz do sol. E, certamente, não esta sob o jugo das sombras. É verdade que prefiro a sombra. A minha e a projetada. Mas isso era uma opção... um gosto... um capricho... quase parte do mito que transbordava de mim.
Era hora de partir para mais um dia de trabalho. Tempo de usar a máscara diária do que chamavam de normalidade... Era outro dia... um novo dia... uma nova... oportunidade...

Continua...

11 comentários:

Anne disse...

Uiaaaaaaa, q texto é esssssse????? Caprichando no enredo, heim mana??? Quanta maldade, sensualidade, erotismo, sadismo e mais uns ISMOS nesse texto...amei!!!

Depois vou investigar direito pra saber de onde vem vindo essas coisas...ahsuahsuhaus

Bjosssssss, amo vc manaaaa

Lua disse...

oieeeeee...
passando pra dizer que to retornando pra lhe encher a paciencia novamente... risos...

beijos

Pato_Loko disse...

Que texto show!

Parabéns! Muito bem escrito!

Abraços.

BABI SOLER disse...

Mila

Tem um presentinho pra vc lá no meu.
Beijo

Sig Mundi disse...

Mila,

Até vi cena de filme nisso tudo! rs

bjs

R Lima disse...

Taí uma hora que muitas vezes perdemos.. desconhecemos e nem a vemos.. a hora certa de partir... em tudo.

Bjs e tenha um bom dia,





Texto de hoje: sEm reSerVaS...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Marcelo disse...

Odeio despedidas...
Vejo que você está em excelente forma com suas letras.
Muito talentosa você, mocinha.

Beijinhos.

Edna Federico disse...

Muito bom!
Vim deixar beijo

Julia disse...

Obrigada de sua visita!

"Shania Twain
(née Eilleen Regina Edwards le 28 août 1965 à Windsor, Ontario, Canada - )
est une chanteuse de country canadienne.
Elle est l'artiste féminine
qui détient le record
de ventes pour le même album : Come on Over
s'est vendu à plus de 38 millions d'exemplaires"

Ela é Canadiana ou Canadense? - esqueci como é o certo dizer em português pessoas nascidas no Canada, como é o caso dessa cantora
Contry!

Os brasileiros, são as vezes estranhos (rsrsr)
-------------------------

Voltarei pra ler seu post com mais calma!

Beijos pra você!

Patty Diphusa disse...

Muito bom....que mulher poderosa é essa vampira de almas e corações..

Quero a continuação logo, rs

bjs

Oliver Pickwick disse...

Aqui, fiquei na dúvida se a personagem era Lucrécia Borges reencarnada ou um serial killer de almas.
Beijos!