Bem Vindo ao Meu Mundo Estranho... aqui você não vai encontrar nada que tenha que fazer sentido... pois esta é uma manifestação do meu consciente/inconsciente... id, ego e superego... das minhas alegrias, meus medos, incertezas, loucuras e travessuras... afinal... me disseram que a beleza esta no caos...

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Diário de Bordo - Desta vez... era para sempre.

Me contava do seu novo amor. Com aquela paixão que deixava seus olhos brilhantes e com um vigor sem igual. As palavras fluíam de seu sorriso e me atingiam tal qual flechas. Eu te ouvia atentamente, na verdade tentando manter um sorriso firme no rosto. Suas palavras já não faziam sentido. Apenas ecoava em minha mente o fatídico "Essa mulher eu amo de verdade". O chão tinha sumido sob meus pés. Não era fácil ouvir de quem se ama, que seu amor é outro... Queria mesmo era sumir dali, daqui, do mundo. E seu rsoto estava tão lindo... Acho mesmo que como nunca vira antes. Sorriso estampado e marcado no rosto, me contando sua história e dizendo que eu precisava conhecer seu novo amor. E não tinha maldade ou crueldade em suas palavras. você nunca soube mesmo do meu amor. E eu te amava mesmo desde o primeiro instante que nos conhecemos, naquela brincadeira que os colegas fizeram comigo. eu não sabia dizer não a um desafio... e agora, anos depois, tanta coisa depois... ouvia suas palavras como o derradeiro enterro dos meus sonhos, da utopia de que você enfim percebesse o brilho que meus olhos tinham quando você chegava, o tremor do meu corpo quando me abraçava e da força que fazia para gostar das dezenas de garotas que você sempre me apresentava. e sempre sabia que não iam durar. Eu te conhecia por inteiro. Por isso, dessa vez, meu mundo perdia o sentido... Porque desta vez... Era para sempre.

13 comentários:

Rafael Velasquez disse...

chega um momento em que fica tudo bem... ficamos andando nas nuvens.

Paola a Estranha disse...

Você acaba comigo com estes seus post!
Bjo

Ingrith disse...

Ai que aperto no coração...

Antonio Ximenes disse...

Mila.

Adorei.
Te confesso que fiquei meio triste com o tempo verbal "desta vez... 'era' pra sempre".

Soou como algo proposital e nostálgico.

Ser invisivel e... repentinamente... ser notado... é uma sensação muito boa.

Já Passei por isso.

Abração.

elvira carvalho disse...

Bonito o post. Um post de desilusão para um dos lados. Mas a vida é assim mesma e ela terá que partir para outra. Minha avó dizia que a nódoa de uma amora, outra amora a tirava. Ou seja a desilusão de um velho amor um novo amor a cura.
Um abraço

Anne disse...

Ai Milinha, que coisa mais linda isso...ultimamente seus posts andam tão românticos e repletos de sentimentos, antigos ou não, mas belos de se ler, mesmo qdo um pouco tristes, como esse...

Amo a sua forma de se expressar, seu jeito de ser e a pessoa maravilhosa que vc é. Se ele não notou, burro ele, que perdeu uma pessoa absolutamente incomparável!

Amo vc, lindona...bjos

Edna Federico disse...

Hum, isso dói muito, hein...
Bola pra frente, querida...abra o coração pra esse sair e entrar outro...sempre entra, se a gente permitir!
Beijo

Flavinha disse...

Pô, Mila... eu li primeiro o post do dia 27, e me desfiz em lágrimas (depois passa lá pra ver o meu "desabafo")... aí venho aqui e leio esse... e choro mais ainda... me lembrando dos últimos acontecimentos da minha vida ( e vc sabe de quem eu estou falando)... e me pergunto como posso chorar assim por uma pessoa que absolutamente não me vê...

Você tá escrevendo tão lindo, Mila... e enquanto leio o seu post, ouço uma música que tem tudo a ver com ele, e que tem um trecho que fala assim:

"Do you like pretty things?
Would you caress broken wings?
To truly smile, to face the day
Do you like pretty things?

And in time did you know
Pretty things always go?
A smile can never go away
It ought to be the face today

Castles melt in the sand
But you could still touch my hand
And have a dream, then go away
If you like pretty things

Can you mend broken wings?
Do you know of these things?
First at a glance you'd think you might
If you like pretty things"


Mais tarde te mando ela via MSN. Coisa mais linda. A trilha perfeita para o que vc escreveu.

E tem presente pra vc lá em casa, tá? Passa pra pegar quando puder. Quanto a mim, vou lavar o rosto e beber uma água para desfazer esse nó na minha garganta...

Luv ya.

Beijo!!

PS: E a Anne disse tudo. Burrolino demais, esse cara...

Cintia disse...

Menina, como você escreve gostoso!
Adorei, de verdade!
Sabe que não é sempre que a gente encontra insanos por aí que possamos nos identificar.
Se puder, passa lá no meu cantinho, ok?
Um beijo

Kiara disse...

Mila, antes de mais nada, sei que já deves ter escutado isso de outra pessoa, mas... hum...
O que te deu pra não falar antes, bem antes, na tal época em que vc fala, desse passado que vc já sabia?...
Eu sei, posso estar sendo dura, mas mesmo que ele te desse um "não" era a única coisa que ele podia fazer. Agora eu sei qye é sofrido, mas é a prestação... Ai, fico tristinha, serio....
Mas agora que já escreveu, e acredito que já chorou horrores é bola pra frente mesmo, não há o que dizer, mas mesmo as tristezas temos que vive-las!
Bjs Linda

(marta entre parênteses) disse...

ah..
deu um aperto no coraçao :/
e me fez lembrar uma música do Damein Rice, a Cheers..
..

lindo seu mundinho aqui
;*

Heliarly disse...

Falando a verdade, não queria estar na sua pele!

Sentir isso deve ser desolador... mas é a vida... é a vida!

Heliarly disse...

Agaro sobre por que é fácil ser pedra... É pq o brasileiro por si só é corrupto, o povo acha isso muito bonito e qualquer um que estiver no poder vai ser criticado!