Bem Vindo ao Meu Mundo Estranho... aqui você não vai encontrar nada que tenha que fazer sentido... pois esta é uma manifestação do meu consciente/inconsciente... id, ego e superego... das minhas alegrias, meus medos, incertezas, loucuras e travessuras... afinal... me disseram que a beleza esta no caos...

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Contos - As malas...

O mundo parecia desabar do lado de fora. Fazia as malas, encerrando assim aquela complicada história. Finalmente deixaria tudo para tás. O emprego enfadonho, o apartamento sufocante e barulhento, as insuportaveis reuniões sociais com samba, suor e cerveja.... Seria um alívio não ter mais que madrugar todos os dias, vestir aquelas roupas surradas e sem graça de sempre. Na mala colocava apenas o que era necessário antes de sumir e de não se fazer notar. Um alívio deixar tudo para trás. Os últimos meses pareceram toda uma vida, e, de certa forma, até eram... Só não era fácil deixar para trás Thereza. De tudo que fingira ser, Thereza fora a única verdade... e o único remorso ao deixar tudo como se não tivesse existido.

16 comentários:

Carmim disse...

Por mais que tentemos, nunca conseguimos passar por um local, ou viver uma história sem que fique alguma marca; seja uma pessoa, uma música, um lugar...
Todos somos "afectáveis".

Um beijo.

pimentinhabm disse...

hey td bem?
acho q vu por um anuncio :
procura-se mila!!
ta sumida menina!

Alec. disse...

Não posso cobrar suas visitas se eu mesmo não as faço para ti.
Mas... Que saudade dos seus textos...
Quando aparecer me avisa...

Alec disse...

Aliás... Tem tempo para um amigo precisando conversar?

Ricardo Rayol disse...

já fiz malas assim

LindaRê disse...

quisera eu fazer as malas... deixar essa vida e mudar para uma novinha em folha...

bjs

Flávia disse...

Milinha... o meu sumiço nem é por conta de coração cheio... é coração vazio mesmo, ou cheio de coisas com as quais eu não sei o que fazer. A cabeça, antes nas nuvens, agora tá pesada... e eu queria muito poder voltar no tempo pra apagar certas coisas que eu não consigo esquecer. Ossinhos quebrados, você disse uma vez. É exatamente assim. E fraturas desse tipo doem na alma.

Mais tarde te conto melhor. E pelamordedeus, da próxima vez me xingue e me bata até eu ouvir o que vc diz.

Luv ya.

Beijo, beijo, beijo.

p disse...

Mila, sim fiz as malas e irei.
Estava um peso danado na vida em meio de confusões.
Pode deixar que darei notícias com tudo novo.
Beijão

inutilia sapiens disse...

ei mocinha...
saudades.
todas as fotos lá são minhas, sem exceção.
lisonjeado a beça com o comentário.

dê uma olhada em grande parte de minhas fotos aqui ó:
www.flickr.com/brunozanchetta

besos.

fazer as malas...
quem dera fazê-las todos os dias.

Lorita disse...

Ele se aposentou? ganhou na loteria? vai fzr um cruzeiro gay? rs...

bjoooooooooooo

Dantas disse...

nossa, texto trsite =/

Osc@r Luiz disse...

Ai, me assusto com seus posts, sometimes...
Em tempos que gente da melhor estirpe da blogosfera como a Flavia, a Renatinha, a Erika somem e ameaçam desistir de tudo, me dá um frio na espinha quando minha cognição não consegue interpretar o que diz alguém como você...
Ok, faça as malas, mas por favor, NÃO SUMA!!! Isso não implica nem em me visitar. Apenas NÃO SUMIR já me basta.
Pra minha sorte, todas acabaram por voltar atrás...
Beijos, querida. Não imagina a falta que voce faria...

Anne disse...

Lindo esse seu side meio dark meio triste...eu gosto do jeito que vc escreve essas coisas. Sempre que a gente deixa coisas para trás tem algo que é mais difícil conseguir abrir mão, deixar, sejam pessoas, lugares, lembranças... mas tem horas que é a melhor alternativa. A possibilidade de um recomeço é sempre uma benção!

Milinha, só queria te agradecer pela sua presença na minha vida...vc me faz mto bem, está sempre presente em tudo e me ajuda a pensar, vc é o meu superego auxiliar, que me faz enxergar as coisas de outra forma, me ajuda a arrumar meus sentimentos e pensamentos.

Vc sabe q estou feliz agora, sabe o que venho sentindo e sei que vc vai estar por perto sempre, para dividir conquistas ou secar lágrimas. Obrigada por isso, obrigada pelo seu amor incondicional, por essa amizade sempre sincera...enfim, obrigada por existir e fazer da minha vida um "mundo melhor".

Escrevi isso aqui pq? Ahhh, deu vontade...rs. Tu sabe que eu não sou mto normal...rs

Beijo-te, mana do meu coração.
Te amo infinito!

mente fantasia disse...

Saudades da escritora preferida!

Cadê meu livro????

Estou de volta!

Beijos beijos

Lua disse...

bom conversar com a srta mesmo que por pouco tempo... acho que é sempre bom ter alguma coisa que nos prenda a algum lugar. pois se não, não haveria motivos para estarmos por ali e continuarmos vivendo aqueles dias que nem sempre sao como gostariamos...

hmmm falando em gostar... eu gostaria que vc desse uma passada hj no blog pra ver um texto...

beijso

««§εмф†ϊvф»» disse...

Oo
Pensativa*

Será que não existe outras Therezas?? Pra mim, só mãe é insubstituível.

Grande beijo e boa viagem! Só não deixa o blog para trás!! ^^
Ray